web analytics

Carrilhões: Governo autoriza intervenção

Os sinos e carrilhões do Palácio Nacional de Mafra vão finalmente ser recuperados.

 

A secretaria de Estado da Cultura confirmou à agência Lusa que a portaria “que autoriza a repartição de encargos plurianuais” está prestes a ser publicada em Diário da República.

 

O concurso público internacional deverá ser lançado até ao fim deste mês.

 

O prazo previsto para o fim das obras é no final de 2017, ano da comemoração do tricentenário sobre o início da construção do Palácio Nacional de Mafra.

 

O caderno de encargos prevê um custo de 2,3 milhões de euros, do Fundo de Salvaguarda do Património Cultural.

 

Em outubro do ano passado, especialistas internacionais ligados ao restauro de monumentos e à organização Europa Nostra deslocaram-se a Mafra para conhecerem o estado de degradação daquele conjunto, tendo alertado na ocasião alertaram para a urgência de uma intervenção, não só porque os sinos estão seguros por andaimes, como também para impedir que algum possa cair, dada a detioração visível das estruturas de apoio.

 

Desde maio de 2014 que os carrilhões e sinos do Palácio Nacional de Mafra figuram entre os sete monumentos mais ameaçados da Europa, uma atribuição da Europa Nostra que veio alertar para a urgência das obras e mobilizar entidades públicas e privadas a nível nacional e internacional, para se encontrar o financiamento necessário para uma rápida intervenção.

A recuperação torna-se fundamental para o Estado e a Câmara de Mafra candidatarem o monumento a património mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

 

Os dois carrilhões e 119 sinos, pesando, o maior, 12 toneladas, constituem o maior conjunto sineiro do mundo, sendo, a par dos seis órgãos históricos e da biblioteca, o património mais importante do palácio.

 

Em 2011, foi inaugurado o restauro dos seis órgãos históricos do monumento, um investimento de 10 milhões de euros.

 

C/Lusa

 


16 de Setembro de 2015
Esta entrada foi publicada em Notícias, Notícias Locais com as tags , , . ligação permanente.



Deixe o seu comentário





Publicidade